Pirataria do ouro fortalece a necessidade do Bitcoin

Segundo a Reuters, uma crise desencadeada pela falsificação está atrapalhando a indústria global de ouro e enfatizou a necessidade de uma reserva de valor facilmente verificável – como o Bitcoin.

As falsificações das barras de ouro penetraram os cofres das maiores instituições financeiras do mundo. Ao contrário das barras de ouro “falsas”, feitas com metais mais baratos revestidos com ouro, essas falsificações são feitas com ouro puro e, em vez disso, pirateiam marcas de barras de ouro legais e respeitáveis.

Essas barras falsificadas permitem que o ouro de zonas de conflito e países sancionados, como o Irã e a Coreia do Norte, sejam negociados com o prêmio de ouro “limpo”. No entanto, as empresas que possuem essas falsificações inadvertidamente correm o risco de violar as leis de lavagem de dinheiro e financiamento antiterrorismo.

“É uma maneira espetacular de lavar o ouro de área sancionadas ou em conflito. O ouro é genuíno, mas não é de origem ética… Eles parecem completamente genuínos, testam corretamente e pesam corretamente”, disse Richard Hayes, CEO da Perth Mint, com sede na Austrália.

Especialistas procurados pela Reuters estimaram que dezenas de milhares dessas barras foram descobertas até agora, com valor estimado entre US$100 e US$300 milhões. No entanto, o número total de barras não detectadas é muito maior. Há “muitas e muitas ainda em circulação”, disse Michael Mesaric, executivo-chefe da refinaria de ouro Valcambi.

As instalações custodiantes que encontram uma barra pirateada são obrigadas a auditar todas as reservas do cofre. Essas auditorias são despesas adicionais que são somadas já aos altos custos de transporte, seguro e segurança associados aos metais preciosos.

“Esse é um problema tão grande, porque é muito caro reverificar o ouro a cada etapa, portanto, o ouro depende de uma cadeia de suprimentos confiável. Agora, a integridade da cadeia de suprimentos está em questão”, disse Nic Carter, cofundador da empresa de análise de blockchain CoinMetrics.

Devido a esses altos custos de verificação, o ecossistema de ouro tende a centralizar. Isso pode levar a resultados indesejáveis, argumentou Carter.

Sistemas com altos custos de verificação tendem a ter “jardins murados”, como o ouro do London Bullion Market. Somente grandes players institucionais podem participar desses mercados, oferecendo tratamento favorável aos compradores finais.

Como o ouro, o Bitcoin fornece utilidade mensurável tanto como um método de liquidação quanto como uma reserva de valor. Como o ouro, o Bitcoin pode ajudar as pessoas a “optar por não participar” do sistema financeiro tradicional e pode até permitir que os cidadãos subvertam os controles monetários de um país.

Esses recursos fazem parte da principal proposta de valor do Bitcoin – pois não pode ser controlado, seja para fins legais ou ilegais.

Isso coloca o Bitcoin sob intenso escrutínio do governo, especialmente quando os governos perceberem os riscos que isso representa para o sistema financeiro. Felizmente para os adotantes e defensores ardorosos de Bitcoin, interromper um sistema distribuído e sem permissão na escala do Bitcoin é um esforço inútil.

Bom, quanto às barras de ouro falsas, talvez a blockchain possa até resolver este problema.

Para mais informações, acesse:

Site: https://bitpreco.com
Facebook: https://www.facebook.com/BitPreco/
Twitter: https://twitter.com/BitPreco
Instagram: https://www.instagram.com/bitpreco/

Fonte:  https://www.criptofacil.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s